Main Contents

XKCD Geocities Style

Por Marco Lopes

Hoje, o famoso Geocities vai finalmente encerrar as suas portas. O Geocities, ficou famoso por alojar as páginas mais aberrantes de sempre alguma vez vistas na internet. Com isto perdem-se grandes páginas. Com alguma frequência costumava utilizar uma página que um amigo fez, para um trabalho escolar, no Geocities nos idos anos 90, para lhe atazanar a paciência. Afinal de contas, ninguém pode ficar orgulhoso por alguma vez ter tido uma página no Geocities!

Para comemorar o final do Geocities, o XKCD, criou um novo e espectacular design "Geocities style", que tem em comum com o Geocities o facto de o ruído visual ser tanto que é quase impossível alguém se concentrar no conteúdo. Ao fim de 10 minutos de esforço lá consegui ler o cartoon desta segunda-feira, e depois de o ler, tive que o reler porque da primeira vez a concentração não foi a suficiente para absorver o conteúdo. Aqui fica para a posteridade um screenshot do dia em que o XKCD parecia saído do Geocities.

XKCD Geocities Style

XKCD Geocities Style

Permalink | Enviar post por email Enviar post por email | Internet | Comments (0)

3º Aniversário do Repeat Until Keypressed

Por Marco Lopes

Estava a ver o painel do backoffice deste blog quando reparei num link externo que me intrigou. Segui esse link e lá dizia que hoje era o aniversário do meu blog. Fui verificar e de facto, o meu primeiro post neste blog foi feito a 17 de Outubro de 2006. Mais 10 minutos, e teria deixado passar em branco esta data.

Parabéns Repeat Until Keypressed.

Permalink | Enviar post por email Enviar post por email | Blog | Comments (0)

Parrots the Universe and Everything

Por Marco Lopes

Aproveitando o balanço das referências a Douglas Adams no artigo anterior, e apesar de há uns tempos ter decidido cortar com os vídeos do youtube neste blog devido à tendência que estes têm para ser removidos do youtube pelos mais diversos motivos estragando-me assim o post, aqui fica uma palestra  do Douglas Adams na UCTV. O vídeo começa um bocado escuro mas vai melhorando.

YouTube Preview Image

Permalink | Enviar post por email Enviar post por email | Vídeos | Comments (0)

Ass Soft

Por Marco Lopes

A ASSOFT, também conhecida como "os capangas da Microsoft para pressionar o governo", ao fim de muitos meses a pensar como fazer para atacar o Magalhâes, finalmente saiu da toca. A inspirada ideia que conseguiram depois de muitos meses a pensar e a pedir conselhos ao Steve Ballmer, foi...,citando o Barney Stinson: "Wait for it...":

...

...

Os Magalhães são “uma fábrica de piratinhas”.

FUD. I rest my case.

Permalink | Enviar post por email Enviar post por email | Empresas | Comments (0)

Another last chance to see

Por Marco Lopes

Há já alguns anos, li um livro chamado "Last Chance To See" da autoria do inconfundível autor do famoso "The Hitchhiker's Guide to the Galaxy" em parceria com Mark Carwardine. Como cheguei a referir aqui no blog, o estilo da escrita de Douglas Adams aplicado a um livro sobre viagens resultou às mil maravilhas. "Last Chance To See", foi publicado em 1990 e descreve a viagem efectuada pelos dois autores em busca de vários animais próximos da extinção.

Hoje, descobri que estão disponíveis agora na amazon um livro e um DVD de uma série com Mark Carwardine e Stephen Fry, também eles intitulados "Last Chance To See". Este livro/série seguem os dois autores quando estes, 20 anos depois, vão revisitar os sítios onde Adams e Carwardine estiveram originalmente. Não tenho dúvidas que Fry, não irá decepcionar apesar da inevitável tendência para a comparação com o grande Douglas Adams.

Apesar da série estar à venda na amazon inglesa, o último episódio ainda não foi para o ar, e será emitido amanhã na BBC.

Permalink | Enviar post por email Enviar post por email | Opiniões | Comments (0)

Como espetar com uma palhinha no olho.

Por Marco Lopes
Copo com instruções detalhadas de como espetar com uma palhinha no olho.

Copo com instruções detalhadas de como espetar com uma palhinha no olho.

Quem é que, depois de beber uns copos, ao beber uma daquelas bebidas que vêm com palhinha, nunca a espetou no olho sem querer? Provavelmente devem ser poucas as pessoas a quem isso nunca aconteceu. Eu pessoalmente, já perdi a conta ao número de vezes que me esqueci que uma bebida tinha palhinha e ao levar o copo à boca, espeto com ela no olho.

Ora, a McDonald's lembrou-se desses poucos que nunca espetaram uma palhinha no olho e aproveitando a remodelação que anda a fazer ao seus, restaurantes, sacos de papel e... copos, colocou as instruções de como espetar uma palhinha no olho nos seus copos.

Se clicarem na imagem, irão ver uma versão de alta (salvo seja) resolução onde se pode ler as seguintes instruções:

 

  1. Pegar numa palhinha;
  2. Mergulhar a palhinha na bebida preferida;
  3. Levar o copo à boca e desfrutar de uma sensação refrescante.

I'm Loving It

Confesso que nunca desfrutei de uma sensação refrescante ao levar com uma palhinha no olho, e muito menos me ocorreu o pensamento "I'm Loving It" enquanto esta me entrava pelo olho (mais uma vez, salvo seja). Mas a McDonald's é que sabe, por isso, não percam tempo, vão já a correr ao armário da cozinha peguem um copo e uma palhinha e experimentem seguir as instruções.

Permalink | Enviar post por email Enviar post por email | Humor | Comments (4)

A batalha por outra terra

Por Marco Lopes

Tropecei recentemente num filme de animação de 2007 do qual nunca tinha ouvido falar. Os motivo pelo quais não tinha ouvido falar, deste filme, são muito simples. Battle For Terra, é um filme independente, logo falta-lhe a divulgação massiva dos filmes de estúdio. Para além disso, até 1 de Maio deste ano (2009), data em que estreou nos EUA o filme só tinha sido apresentado em festivais. A estreia em Portugal está prevista para 29 de Outubro e dado o aspecto visual e o nível de detalhe do mundo em que se desenrola o filme, ir vê-lo ao cinema é algo que deverá valer a pena.

Battle For Terra

Battle For Terra

Para além de ser um filme independente, Battle For Terra, pelo que ouvi é também um filme de baixo orçamento. Apesar disto, o filme está surpreendentemente recheado de actores e actrizes com bastante visibilidade em hollywood e muito habituados a filmes main stream. Entre estes actores encontram-se nomes como Luke Wilson o conhecido irmão de Owen Wilson, Dennis Quaid, Danny Glover (who's definitly not to old for this shit!), Amanda Peet, Justin Long que desta vez não é um Mac... nem um PC, James Garner, Beverly D'Angelo, Ron Perlman, Phil LaMarr conhecido dos fans da Mad TV e que dava voz ao Prof. Hermes do Futurama, Rosanna Arquette e David Cross o Dr. Tobias Fünke analista-terapeuta (Analrapist como ele próprio se intitula numa fusão de Analyst com Terapist) de Arrested Development.

Com todos estes argumentos a seu favor, Battle For Terra beneficia ainda de uma história bastante bem escrita, passada no mesmo universo que a curta metragem Terra, de 2003. A forma como se desenrola a história e como somos levados a conhecer ambas as espécies envolvidas na acção, leva-nos a sentir na pele o dilema que paralelamente se apresenta a um dos personagens principais. Ao contrário do que me acontece na maior parte dos filmes, neste caso, o final manteve-se uma incógnita para mim até ao desenlace final, o que para mim diz muito sobre a qualidade da escrita de Battle For Terra.

Permalink | Enviar post por email Enviar post por email | Opiniões | Comments (0)

O iTunes como ele era.

Por Marco Lopes
iTunes configurado com o seu look antigo.

iTunes configurado com o seu look antigo.

O iTunes antes do coverflow, genius bar, e outras quinhentas mil features que lhe foram encastrando, tinha um look clean e intuitivo, como costuma, ou costumava, ser hábito nas aplicações da Apple.

Mas, nas últimas versões, a Apple fez-nos o favor de o tornar mais obscuro e complicado de utilizar. Como se isto não bastasse, quando se faz o update, as configurações de visualização são sobrepostas, e ficamos com o iTunes configurado visualmente como a Apple quer, independentemente da nossa vontade ou configurações anteriores.

O problema não se fica por aqui. Voltar ao aspecto que podemos ver no screenshot anexo, também não é propriamente intuitivo. Por esse motivo deixo aqui as instruções para o fazer no iTunes 9.

  1. Começamos por configurar o iTunes para mostrar a nossa biblioteca musical como uma lista, isto faz-se através do menu View-> as List
  2. De seguida temos que activar o "visualizador de colunas", através do menu View->Show Column Browser
  3. Depois, temos que escolher a localização do "visualizador de colunas". Após o passo anterior, temos uma nova opção no menu view. Agora, por omissão a localização do "visualizador de colunas" passou a ser à esquerda. Para alterar esta opção, activamos no menu o seguinte: View->Column Browser->On Top
  4. Podemos então escolher quais as colunas que aparecem no "visualizador de colunas",  através do menu View->Column Browser, checkando as opções pretendidas. Sendo que as que apareciam nos iTunes antigos eram Generes, Artists e Albuns.

E pronto, temos o iTunes tal como ele nos tempos penso que do iTunes 7.

Permalink | Enviar post por email Enviar post por email | Usabilidade | Comments (4)

Snow Leopard, core i7

Por Marco Lopes

Há já alguns dias que estou a usar o Snow Leopard. O sistema está sólido como uma rocha, todo o meu hardware funciona na perfeição com excepção do leitor de DVDs. Como no meu Powerbook não cheguei a instalar o Leopard, o meu salto foi directo do Tiger para o Snow Leopard. Por esse motivo, não estou habilitado para perceber quais as novidades introduzidas no Snow Leopard e quais é que já existiam no Leopard. Em relação à estabilidade e segurança do sistema, não me parece que, para quem como eu está habituado a usar sistemas como o Linux e o Mac OS X (darwin) haja grandes diferenças. Qualquer versão do Mac OS X, tanto o Tiger, como o Leopard, o Snow Leopard, ou qualquer outra versão, são basicamente um sistema operativo UNIX, neste caso o Darwin, a correr o Aqua. Como é do conhecimento de qualquer pessoa com o mínimo de bases de informática, isto significa que o Mac OS tem uma base estável, construída a pensar na segurança e que faz um uso extensivo da máxima "small is beautifull".

No decurso da instalação do Snow Leopard recolhi alguma informação sobre os métodos de instalação, sobre o Chameleon, os kexts 64-bit necessários, etc... Se alguém necessitar de alguma informação, é só dizer. A lista de hardware é a seguinte:

  • Motherboard ASUS P6T SE (Intel X58 + IHC10R)
  • Processador Intel Core i7 920
  • Som, ACL 1200 onboard
  • Rede, Realtek 8111c onboard
  • Gráfica, NVIDIA 9600GT 1G DDR3
  • Disco WD 500G Green
  • 6G RAM DDR3 1333

Permalink | Enviar post por email Enviar post por email | Tech | Comments (22)

Silly season

Por Marco Lopes

Apesar do mês de agosto estar a terminar, a falta de notícias faz com que a silly season não tenhe chegado ainda ao fim. Quando o desespero é muito, os jornalistas arriscam-se a falar de coisas que estão totalmente fora do seu alcance. O resultado são pérolas como a que se vê aqui.

Permalink | Enviar post por email Enviar post por email | Humor | Comments (0)



Feed